Lições

Previsão do tempo

 

gira-ceu-giro

Por Zeneide Ribeiro de Santana

Muitos conhecem a letra deste hino:

“Bem de manhã, embora o céu sereno

Pareça um dia calmo anunciar,

Vigia e ora, um coração pequeno

Um temporal pode abrigar”

Tornou-se hábito, na atualidade, a consulta à meteorologia, que vem se tornando cada vez mais confiável. Não somente a agricultura, o comércio, o turismo, a logística, mas também as pessoas comuns se ligam às informações sobre o tempo, importantes para as atividades do dia-a-dia.

Entretanto, as previsões ainda nos pregam peças. Quem já não foi surpreendido por uma mudança violenta de temperatura ou por uma chuva impensável?

Também nós, frequentemente, acordamos bem, tinindo, com disposição para enfrentar seja lá o que for com a maior garra e otimismo. Sentimo-nos confiantes, determinados, imbatíveis mesmo. De repente, um olhar meio oblíquo e dissimulado, um sorrisinho irônico, um e-mail mal redigido, um incidente banal, enfim, são suficientes para nossa mudança de humor. Parece que algum botão foi detonado e ressentimo-nos com a ofensa, a injustiça, a falta de respeito e de consideração. Aquele céu azul, tão aberto, fechou -se num segundo e ficamos sujeitos a raios, trovões e tempestades.

Como evitar, ou pelo menos abrandar tudo isso?

Duas palavrinhas, dois verbos no Imperativo: “vigia e ora”!  Bem de manhã, aprendamos a agradecer a Deus pela noite de repouso (às vezes bem curta, eu sei) e também a pedir a ajuda e a proteção do seu Santo Espírito para que passemos o dia com o nosso céu interior sereno, não importa como esteja o tempo lá fora.

Que assim Deus nos abençoe.

About the author

Zeneide

Meu nome é Zeneide Ribeiro de Santana, professora de Língua Portuguesa e Literatura. Já sou aposentada e aproveito meu tempo lendo bastante e tricotando um pouco.

2 Comments

  • 0i, Rosana

    Fiquei feliz por você ter lido e comentado. Beijos para você também.
    Deus a abençoe, sempre.

Leave a Comment