Cotidiano

Só você

só você 2
Written by Zeneide

Acho que você já falou ou ouviu “Só você!“em diversas circunstâncias.

Fora de qualquer contexto, essa frase dá margem a várias interpretações. Pode ser um grande elogio, quando se reconhece a competência, o talento, a habilidade, a disponibilidzade, o caráter, a dignidade, a responsabilidade, entre tantos outros atributos, de alguém que merece repeito ou mesmo gratidão. Queremos dizer que aquela pessoa é ímpar; não conhecemos outra digna de tanta admiração.

Entretanto, esse “Só você!” pode significar o oposto, quando desejamos expressar indignação, horror, raiva, vergonha, desprezo por alguma ação que nos tenha magoado ou ferido. Nesse caso, ninguém mais poderia ter agido tão mal; aquele ato seria bem próprio do ofensor…

Bom seria se a frase “Só você!” fosse dita num diálogo carinhoso, como sugere a letra da música “Only You”,

Only you, can make all this world seem right
Only you, can make the darkness bright
Only you, and you alone, can thrill me like you do
And fill my heart with love for only you…”

Também pode ser dita no caso de alguma brincadeira, trocadilho, piada inconveniente, “trollagem”, como se diz hoje quando seu autor já é reconhecidamente propenso a ser designado assim. “Só podia ser você!” Ou  “Só você mesmo!” – é o que se diz.

Mas, há uma circunstância em que essa frase, num, outro contexto, faz a gente refletir mais. Você já pensou que Deus fez você diferente de todas as outras pessoas do mundo inteiro? Você é único, e igual a você é só você mesmo! Não há duas impressões digitais iguais porque tanto as estatísticas como a biologia nos garantem isso.

Deus lhe deu vida, talentos e dons, a sua Palavra que orienta e transforma, entre tantas outras bênçãos. Deu-lhe também a capacidade de escolha. Há coisas que ninguém pode fazer por você. Exemplo disso é a sua decisão de aceitar Jesus como seu Senhor e Salvador para ter sua alma mergulhada na verdadeira paz. Só você mesmo pode decidir.

About the author

Zeneide

Meu nome é Zeneide Ribeiro de Santana, professora de Língua Portuguesa e Literatura. Já sou aposentada e aproveito meu tempo lendo bastante e tricotando um pouco.

Leave a Comment