Cotidiano

Como eu queria que fosse assim…

cruz
Written by Zeneide

Que quando alguém recebesse uma mensagem de incentivo e apoio, daquelas que elevam qualquer autoestima, não elogiasse as palavras bonitas, mas se sentisse amada e agradecesse pelo companheirismo…

Que quando amigos em viagem postassem fotos lindas, com paisagens deslumbrantes, ninguém respondesse “Já estive nesse lugar” ou “Vá conhecer o restaurante X… É muito bom!”  Por que não somente se encantar, curtir, e desejar bom passeio?

Que quando a gente passasse por algo doloroso, como acidente, enfermidade ou morte na família, não dissessem” Já passei por isso; no começo dói mesmo, depois você se acostuma…” ou “A vida continua…”  Não tem o que falar? Não fale! Abrace, apenas.

Quando soubessem de uma conquista, uma formatura, uma promoção ou um sonho realizado, não ignorassem ou ficassem num silêncio incômodo, mas tentassem se regozijar com as bênçãos que o outro recebeu. É bom ser presente na tristeza e na alegria também!

Que quando contassem um grande problema e lhe pedissem orações,  não falassem somente “Vou orar por você” ou um vazio “em oração”, mas que orassem de verdade, no mesmo instante, se não pessoalmente, por telefone, e-mail, wattsap… para não correr o risco de esquecer, como acontece às vezes, nem sempre por negligência.

Que não fizessem tantas generalizações, do tipo “Nenhum  político  presta…” ou ” Todo crente é isso..”. ou “Só podia ser nordestino” ou… Ah, as generalizações! Como são injustas e fazem mal!

      Que, em vez de tantas críticas diante das falhas alheias, eu pensasse nas minhas próprias limitações, pedisse perdão e misericórdia a Deus, revisse minhas atitudes e mudasse meu comportamento.

Não somos diferentes do apóstolo Paulo quando afirma: “Porque tenho o desejo de fazer o que é bom, mas não consigo realizá-lo. Pois o que faço não é o bem que desejo, mas o mal que não quero fazer, esse eu continuo fazendo.”

Senhor Deus e Pai, ajuda-nos a agir como filhos obedientes e a imitar Jesus Cristo, nosso único modelo de ética e de amor ao próximo!

About the author

Zeneide

Meu nome é Zeneide Ribeiro de Santana, professora de Língua Portuguesa e Literatura. Já sou aposentada e aproveito meu tempo lendo bastante e tricotando um pouco.

Leave a Comment