Cotidiano

Nuvens

nuvens

Por: Zeneide Ribeiro de Santana

Está difícil ver as nuvens nos grandes centros urbanos atualmente. Nada de céu azul; tudo nublado e cinzento. Muita poluição, uma tristeza!

Mas no interior e no litoral ainda é possível contemplar a beleza do firmamento,  que o poeta chamou de céu de safira. E quem nunca se deitou de costas e ficou observando a evolução das nuvens assumindo  formas de animais, pessoas, monstros… não sabe o que é uma distração saudável, um descanso para as correrias da vida, um excelente estimulante para a imaginação.

Nuvens podem se constituir um indício, um rumo. Muitos moradores da zona rural fazem a previsão do tempo conforme a direção do vento ou a aparência das nuvens. E acertam! No êxodo, quando o povo conduzido por Moisés percorria o deserto, uma nuvem enviada por Deus indicava o caminho a seguir durante o dia.

Verdadeiros milagres a retenção da água evaporada e sua transformação em gotas de chuva, tão necessárias à vida. Porém, nuvens também são uma boa metáfora para dificuldades, problemas, como retrata a singela letra deste cântico:

Vindo nuvens escuras sobre os dias teus,

Oh não te desanimes, canta um hino a Deus.

                         Se teu coração estiver em paz,

                         Bem contente e alegre os dias passarás.

                        Se teu coração estiver em paz,

                       Verás que um arco-íris cada nuvem traz.

De fato, quando surgem as provações até o raciocínio parece ficar nublado, nossa visão se apequena enquanto o conflito se agiganta. Nessas circunstâncias, nosso maior desejo é a reconquista da tranquilidade, da paz, enfim. Pode parecer incoerência, mas louvar a Deus mesmo quando o céu escurece, mesmo quando tudo está difícil demais, é algo que nos aproxima do Senhor  que habita no meio dos louvores  (lembram-se?)   Pois  foi ele que nos prometeu a paz que excede todo o entendimento.

About the author

Zeneide

Meu nome é Zeneide Ribeiro de Santana, professora de Língua Portuguesa e Literatura. Já sou aposentada e aproveito meu tempo lendo bastante e tricotando um pouco.

2 Comments

Leave a Comment