Cotidiano Lições

Economizamos ou desperdiçamos?

desperdício
Written by Zeneide

Hoje fala-se muito em desperdício. As estatísticas mostram a quantidade imensa de alimentos, água, livros didáticos e até remédios, entre outras coisas, que são descartadas indiscriminadamente.

Temos de concordar que isso é um absurdo, diante de tanta carência. Basta comparar o lixo dos restaurantes com o dos miseráveis. Como entender que mais de trinta por cento dos alimentos produzidos vão para o lixo, num mundo marcado pela miséria?

Porém, a tradição de economizar parece enraizada em muita gente. Quase toda família tem pelo menos um caso de alguém que poupa tanto que chega a dar raiva. Também é comum chamar pessoas assim de pão-duro, mão de vaca ou mão de samambaia…

Por outro lado, campanhas surgem a toda hora, para que se recicle quase tudo: de alimentos, roupas, pael, vidro e até sucata. Isso é bem positivo, pois ensina a economizar, além de despertar a criatividade e gerar renda.

Pechinchar também nunca sai de moda. Em algumas culturas, a pechincha faz parte de qualquer negociação. O preço real não é oferecido nem aceito no início da transação, pois subir e baixar a oferta faz parte do jogo, até que se chegue ao equilíbrio, que nem sempre corresponde ao valor real. Chega a ser engraçado quando, no final, tanto o vendedor como o comprador saem com a sensação de vitória…

Por isso, a pesquisa de preço, hoje bastante facilitada pela internet, é extremamente importante. Para mim, pagar mais por um mesmo produto que custa menos em outo lugar não apenas demonstra preguiça como falta de planejamentto e de inteligência… Com exceções, naturalmente.

Acredito que, para tudo que se faz, deve haver equilíbrio e moderação. Podemos, sim, economizar respostas ríspidas ou sarcásticas, ingratidão, mau humor, desrespeito…

Mas nem tudo prercisa ser economizado. Por exemplo, a gentileza, o olhar amigo, o sorriso sincero, o abraço fraterno, a ajuda solidária, tudo isso deve ser usado sem moderação! Podemos esbanjar à vontade, pois Deus não economiza bênçãos sobre nossa vida!

“Farei descer a chuva a seu tempo; serão chuvas de bênçãos” (Ezequiel 34: 26)

 

 

 

 

 

 

 

4.26)

About the author

Zeneide

Meu nome é Zeneide Ribeiro de Santana, professora de Língua Portuguesa e Literatura. Já sou aposentada e aproveito meu tempo lendo bastante e tricotando um pouco.

Leave a Comment