Cotidiano Esperança

Borocoxô

borocoxô
Written by Zeneide

Mais de uma vez vi a expressão “Estou meio borocoxô” nas redes sociais. Os termos chateado, desanimado, triste aparecem com mais frequência…

Meditabundo, sorumbático ou macambúzio são adjetivos raramente utlizados, talvez por serem mais arcaicos, quase em desuso. Quem diria para o namorado: “Amor, por que você está tão macambúzio hoje?” ou “Querida, que ar mais sorumbático!” E não, ninguém ousaria perguntar a razão de o outro estar meditabundo…   Não mesmo!

Borocoxô é palavra engraçada, mais que jururu… Expressiva também! Mas, sentir-se assim não é nada bom, especialmente quando não se identifica o motivo, ou os motivos.

Li um texto na Uol em que a autora, Melissa Diniz, apresenta várias sugestôes para levantar o ânimo, algumas bem interessantes:

  • Mudar o visual, por exemplo, faz aumentar a autoestima e a dispoisição;
  • Ajudar alguém faz olhar as necessidades alheias e tira o foco dos próprios problemas;
  • Desapegar-se do que não tem mais utilidade serve para se organizar e para doar para quem precisa;
  • Aprender algo novo desperta a criatividade e produz satisfação;
  • Dançar para melhorar a disposição física e o humor,
  • Adotar e cuidar de um Pet: a convivência com animais de estimação é bastante positiva para a saúde física e mental;
  • Visitar lugares desconhecidos para enxergar o belo, aumentar o repertório cultural e fazer amizades;
  • Ficar um tempo longe das redes sociais contribui para a integração com a família e os amigos, por dar maior importância à vida real, com seus laços e nós.

Entretanto, pode ser que esse estado se ligue ao vazio interior provocado pelo afastamento, mesmo que temporário, da luz do Senhor. Sim, porque “Deus é luz, e não há nele trevas nenhumas.” Nosso desânimo pode nos conduzir à escuridão de uma noite sem fim.

Porém, basta que nos reaproximemos do Foco, para que a claridade do Sol da Justiça ilumine nossos passos e nos aqueça enquanto tentamos caminhar em direção à paz.

Iluminado e aquecido pela luz do Senhor, não haverá mais chance de se sentir tão borocoxô...

 

 

 

About the author

Zeneide

Meu nome é Zeneide Ribeiro de Santana, professora de Língua Portuguesa e Literatura. Já sou aposentada e aproveito meu tempo lendo bastante e tricotando um pouco.

Leave a Comment